1907 - 2020

112 anos de história e fôlego para mais 100


Nossa história começou com a intuição de João Matinho Moye, um jovem francês, sacerdote Diocesano. Ele, pregando as missões nos arredores da cidade de Metz, ficou impressionado com o abandono em que viviam as aldeias. Começou a perguntar a si mesmo o que poderia fazer para ir ao encontro destas crianças abandonadas. Ele carregava dentro de si a experiência de um Deus que é Providência, que cuida de tudo e de todos (as).

João Martinho foi elaborando um projeto: enviar moças, como apóstolas, capazes de irem sozinhas nestas comunidades rurais onde não houvesse escolas. Ele conseguiu comunicar este seu desejo para algumas jovens que tambem se sentiram interpeladas, desejosas de dar uma resposta concreta diante de tal situação. Margarida Lecomte e mais três outras companheiras foram as primeiras jovens enviadas em missão junto destes povoados da Região da Lorena, na França.

Estas quatro jovens iniciaram um jeito novo de viver junto destas comunidades rurais, na simplicidade, na partilha, na presença junto das famílias e, sobretudo, na educação das meninas que eram menos favorecidas. é interessante ressaltar que a medida que foram vivendo junto do povo, o próprio povo foi quem lhes deu o nome: Irmãs da Providência.

Outras jovens foram se juntando a Margarida Lecomte e a semente da Providência foi se espalhando. Hoje ela se faz presente em quatro Continentes. Como no passado, a Providência do Pai se manifesta ao mundo de hoje através dos nossos gestos, atitudes, enfim nossa maneira de viver, de agir no meio onde estamos. Somos sinal da Providência de Deus na medida em que somos a boca, os ouvidos, o coração, os braços, os pés de Deus.

Façamos tudo o que depende de nós e Deus tomará conta daquilo que nos diz respeito( João Matinho Moye).

A situação na França estava muito difícil devido as leis do país que obrigavam a laicização das escolas. As Irmãs da Providência de Gap deveriam sair para América Latina.

Chegaram ao Brasil - Carmo do Rio Claro - em 1904, onde Irmã Raphael Combe (foto), Irmã Ferdinand Benquet, Irmã Marical Rachet, Irmã Eugénie Courtiés, Irmã Valérie Viguerie e Irmã Isabelle Cadays implantaram as primeiras obras.

Em 1907, as religiosas da Providência receberam duas solicitações para novas obras: Campinas e Itajubá. Chegaram a Itajubá, recebidas por autoridades políticas e religiosas, no dia 21 de junho de 1907: Irmã Raphael Combes, Irmã Du Sauveur Bacque, Irmã Maurice Larrieu, Irmã Zacharie Poirier e Irmã Marcial Rachet.

A abertura do Colégio aconteceu em uma segunda-feira, primeiro de julho de 1907. As aulas começaram com 41 alunas: turma das pequenas, com Irmã Du Sauveur. Turma das maiores com Irmã Mauricie. Desde o início, havia regime de internato e externato. As alunas foram se multiplicando.

Em dezembro de 1909, surgiu o projeto de transformação do colégio em Escola Normal. Em 1912, foram feitas reuniões com autoridades locais, sob presidência de Dr. Wenceslau Braz, então vice-presidente da República, em que se nomeou uma comissão para a compra do terreno e construção do prédio onde funcionaria a Escola Normal e o Instituo de Surdas - Mudas.

Em 24 de fevereiro de 1912, efetuou-se a compra do terreno, junto a capela Nossa Senhora dos Remédios. O prédio construído é o mesmo existente a rua José Joaquim, 36.

Em razão da escassez de Irmãs, não havendo mais contribuição significativa da França, as religiosas decidiram servir-se da colaboração de professores leigos. São eles: Dr. Salomon - Português, Pedro Guimarães - História Geral, do Brasil, Geografia e Coreografia; Dona Argentina - Costura e trabalhos e Dona Conceição Pinto - Música. Ressalta-se que, desde o início, as Irmãs da Providência contaram com as leigas e com os leigos para o trabalho comum.

Um colégio centenário, onde o cabedal histórico e a inovação tecnológica e as formas de disseminar o conhecimento estão em permanente diálogo. Um espaço privilegiado de pluralidade, de cuidado personalizado e de convivência solidária.

Assim é o Colégio Sagrado Coração de Jesus do século XXI: Mais de 110 anos de dedicação a formação completa de seus estudantes, comprometido com a construção de uma sociedade mais justa e melhor. Um sonho antigo, iniciado por Madre Maria Raphael no dia 1 de julho de 1907. Desde esta época, o CSCJ - Itajubá MG, tem marcado de forma positiva e profunda as diferentes gerações que por aqui passam.

Estudantes, famílias, ex-alunos, juntam-se aos muitos professores e funcionários; dando vida, ânimo e concretizando uma vigorosa obra educacional. Ensinamos com entusiasmo os valores construtores de um mundo mais solidário e ético. Uma verdadeira comunidade educativa que representa o esforço coletivo de formar pessoas que, onde quer que estejam, o que quer que façam, sejam sempre capazes de amar e servir.

E é assim que, de fato, se realiza nossa missão: inspirando crianças, jovens e adultos a serem agentes de libertação e evangelização.

"Visão sem ação não passa de um sonho. Ação sem visão é só um pesadelo

Visão com ação pode mudar o mundo "



Estrutura



  • FOTOS
  • Área Externa       
    Estrutura/04.jpg Estrutura/05.jpg Estrutura/06.jpg
  • Área Interna        
    Estrutura/01.jpg Estrutura/07.jpg Estrutura/32.jpg Estrutura/08.jpg Estrutura/09.jpg Estrutura/19.jpg Estrutura/22.jpg Estrutura/23.jpg Estrutura/28.jpg Estrutura/29.jpg Estrutura/31.jpg Estrutura/34.jpg Estrutura/35.jpg Estrutura/36.jpg
  • Espaço Infantil    
    Estrutura/02.jpg Estrutura/03.jpg Estrutura/10.jpg Estrutura/11.jpg Estrutura/12.jpg Estrutura/13.jpg
  • Área para Estudo
    Estrutura/14.jpg Estrutura/15.jpg Estrutura/17.jpg Estrutura/18.jpg Estrutura/24.jpg
  • Área para Lazer  
    Estrutura/20.jpg Estrutura/21.jpg Estrutura/25.jpg Estrutura/26.jpg Estrutura/27.jpg Estrutura/16.jpg Estrutura/30.jpg Estrutura/33.jpg




Missão


O Colégio Sagrado Coração de Jesus, optando pela educação evangelizadora e libertadora, orientada por uma filosofia humanístico-cristã, tem como missão:

● Ser referência em educação, proporcionando conhecimentos científico, cultural, literário, ético e artístico;

● Construir uma comunidade educativa empenhada no desenvolvimento integral do aluno;

● Formar para o exercício da cidadania;

● Manter o crescimento da pessoa na fé, sem exclusão de qualquer opção religiosa.



Visão


Ser reconhecido na comunidade pelo trabalho e resultados alcançados através de uma gestão eficiente.



Nossos Valores


● Priorizar a capacitação de talentos humanos, respeitando o potencial de cada pessoa;

● Fazer da convivência uma experiência de fraternidade, no diálogo, na justiça, na lealdade, na honestidade, no perdão, na solidariedade, na bondade, no respeito ao outro e ao ambiente, na partilha e na simplicidade;

● Respeitar as culturas étnicas, evitando toda forma de discriminação: de gênero, raça, religião, posição política e social.



Nossos Diferenciais


● Atendimento individualizado;

● Sistema Etapa;

● Corpo docente altamente qualificado;

● Instalação com infraestrutura adequada a cada faixa etária;

● Integração com a família;

● Valores.



Equipe



Jackson José Rennó Almeida (Jacó)

Diretor


Engenheiro Elétrico pela UNIFEI, longa experiência como professor de matemática e física da rede particular, fundador e diretor de Escolas Particulares. Coordenador do Curso de Sistema de Informação da FEPI em 1994/1995. Pesquisador do EXCEN-UNIFEI e diretor durante 20 anos do Colégio Irmão Lucas em São Gonçalo do Sapucaí.



Maria Francisca da Silva (Irmã Silvana)

Vice Diretora


Formação em Teologia. Em sua passagem pela escola está conosco desde 2011 onde faz acompanhamento administrativo, fazendo um elo com a Mantenedora AESC (Associação de Educação, Saúde e Cultura). Atuou diversas vezes no CSCJ com as mais diversas funçoes, sempre com dedicação destacada. Foi provincial, em Três mandatos, da Província Leste de Minas Gerais das Irmãs da Providência de GAP.



Andrea Maria Rodrigues Fortes Ribeiro

Coordenadora do Ensino Médio


Ex-aluna desde o Maternal até o magistério. Quando cursava o Magistério, iniciou como monitora de uma turma de Educação Infantil. Em 1987 tornou-se professora de Jardim II (hoje, Infantil IV). Depois atuou como professora da 4ª série (5° Ano). Ministrou diversas disciplinas no curso de Magistério. E desde 2000, atua como coordenadora do Ensino Médio.



Clarice Maria Vasconcelos Salomon

Coordenadora Infantil e Fundamental I


Ex-aluna do CSCJ. Formada em Estudos Sociais e Pedagogia pela FEPI. Em 1976, iniciou seus trabalhos como professora do pré-escolar. Professora também em Geografia no Ensino Fundamental II e no Técnico de Enfermagem. Em 1995, assumiu a coordenação da Educação Infantil. Em 2000, assumiu a vice-direção do CSCJ e em 2013 assumiu interinamente a direção pedagógica.



Liane Maria Vasconcelos Sarlas

Supervisora Infantil e Fundamental I


Ex-aluna desde a Educação Infantil até o magistério. Formada em Ciências Econômicas (FACESM), especialização em Matemática (FEPI) e graduada em Pedagogia e pós-graduada em Organização do Trabalho Pedagógico/Gestão Escolar (Uninter). Atuou como professora de 1986 até 2008. E em 2009 assumiu a coordenação pedagógica da Educação Infantil ao Ensino Fundamental I.



Eutália Pereira Gonçalves Ferreira

Coordenadora do Fundamental II


Formada em Letras na FEPI com vários cursos de especialização na área de ensino. Contratada em Fevereiro de 2004, como professora de Língua Inglesa em todas as turmas do Ensino Médio. Em Agosto de 2011 assumiu a Coordenação do Ensino Fundamental II.



Sistema de Ensino Etapa


O CSCJ conta com o apoio pedagógico do Sistema Didático Etapa que produz uma linha completa de material didático para seus parceiros.

O material fornece um conteúdo ideal para que o aluno obtenha uma formação sólida e consistente, com amplo conhecimento acerca de todas as áreas de ensino.

O Sistema Didático Etapa trabalha com o chamado "ensino em espiral". Ou seja, os conceitos são introduzidos desde o início do ensino e, na seqüência dos anos, são retomados, sempre ampliando sua compreensão. Assim, o aluno está constantemente revisando e aprofundando os conteúdos e reforçando suas competências e habilidades, garantindo um aprendizado real e vitalício.

O Sistema Didático Etapa oferece, desde o Ensino Fundamental I, programação completa, com profundidade, atualização e abrangência. Os professores recebem orientação, apoio e um material que traz tudo para construir uma base sólida para o Ensino Médio. O CSCJ, ao tornar-se parceiro do Sistema Didático Etapa, tornou-se parceiro de uma história de sucessos e de excelentes resultados nos vestibulares.


.

"espaço espaço espaço espaço espaço espaço espaço espaço espaço espaço espaço"Beato João Martinho

Rua José Joaquim, 36, bairro Varginha - Itajubá - Mg

(35)3621-1818 / (35)3621-1133

.